• Confira nosso material com tudo que você precisa saber sobre IRPF. Baixe agora o nosso e-book gratuito!
  • baixe o e-book
  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Twitter
  • Siga-nos no Linkedin

(51) 3026-8282


Blog

04 de Abril de 2018

Aprenda a declarar Investimentos no Imposto de Renda

O prazo para declarar o Imposto de Renda está chegando ao fim, mas muita gente ainda tem dúvidas sobre o que e como declarar. Para quem tem investimentos e aplicações é necessário estar atento a algumas regras, vamos explicar nesse texto como fazer isso.

>> Imposto de Renda PF 2018: Conheça as mudanças

O que precisa ser declarado?
Para quem é obrigado a declarar o Imposto de Renda, todos os investimentos e aplicações devem ser informados à Receita. Exceto aqueles considerados de baixo valor, são eles:

  • saldos de contas correntes bancárias e demais aplicações financeiras, cujo valor unitário não exceda R$ 140,00 (cento e quarenta reais);
  • bens móveis e direitos, cujo valor unitário de aquisição seja inferior a R$ 5.000,00 (cinco mil reais) exceto veículos automotores, embarcações e aeronaves;
  • conjunto de ações e quotas de uma mesma empresa, negociadas ou não em bolsa de valores, bem como ouro, ativo financeiro, cujo valor de constituição ou de aquisição seja inferior a R$ 1.000,00 (um mil reais);

>> IRPF 2018: preciso declarar bitcoins e outras criptomoedas?

Como declarar?
Para declarar é preciso o “Informe de Rendimentos” fornecido pelas operadoras e bancos. Nele, é preciso que conste os saldos em 31 de dezembro de 2016 e 31 de dezembro de 2017.
Os investimentos devem ser incluídos na declaração na ficha de “Bens e Direitos”. É necessário incluir cada um com o código correspondente, são eles:

41 - Caderneta de poupança
45 - Aplicação de renda fixa (CDB, RDB e outros)
46 - Ouro, ativo financeiro
47 - Mercados futuros, de opções e a termo
49 - Outras aplicações e investimentos
71 - Fundo de Curto Prazo
72 - Fundo de Longo Prazo e Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC)
73 - Fundo de Investimento Imobiliário
74 - Fundo de Ações, Fundos Mútuos de Privatização, Fundos de Investimento em Empresas Emergentes, Fundos de Investimento em Participação e Fundos de Investimentos de Índice de Mercado
79 - Outros fundos

E se o investimento for em outro país?
Eles também devem ser declarados na ficha de “Bens e Direitos”. É preciso indicar o código do país onde o investimento foi realizado e complementar com as informações do investimento que devem ser fornecidas pelas instituições estrangeiras.

É preciso informar a descrição do investimento e a origem dos recursos. Além disso, é preciso converter os valores para a moeda nacional (real); O investimento deve ser convertido para dólares dos Estados Unidos, utilizando a cotação do dia da aquisição segundo a taca “PTAX” do Banco Central do Brasil. O valor considerado deve ser o de venda.

Precisa fazer a sua Declaração? Entre em contato com a Proceconta clicando aqui.

Restou alguma dúvida? Confira o nosso vídeo: